terça-feira, 22 de maio de 2007

Avenidas - RUI VELOSO

1 O Meu Guru 4:01
2 Todo o Tempo do Mundo 4:17
3 Jura 3:29
4 Inimiga de Classe 3:58
5 Ninguem Escreve à Alice 4:59
6 As Regras da Sensatez 3:39
7 Golden Days 4:10
8 Limpa-Corações 3:41
9 Presépio de Lata 4:15
10 Avenidas 3:57
11 Moby Dick 2:29
12 Corações Periféricos 4:06

Eis o primeiro album português a ser aqui comentado. Rui Veloso já não tem de provar nada à muito tempo e é isso mesmo que aqui se passa, um album ao nivel que ele já nos habituou quer se goste ou não. Integralmente gravado em Londres em 1998, tem produção de Luis Jardim que tambem assegura as partes do baixo, e é totalmente acompanhado por músicos ingleses.
Canções como "O Meu Guru", o single "Todo o Tempo do Mundo" com Paul Carrack em Hammond, "Limpa-Corações" ou "Presépio de Lata" são daquela estirpe que toda a gente vai cantar por muito tempo. Os momentos de "As Regras da Sensatez", "Jura" entretanto convertido em tema/titulo de tele-novela, ou "Avenidas" são para quem os souber apreciar, cada um à sua maneira. "Golden Days" é o espaço em que Rui Veloso decerto gostaria de se poder movimentar mais vezes, não fosse o nosso mercado discográfico tão limitado. É o seu momento particularmente "blues", com um cheirinho a "Steely Dan". "Ninguem escreve à Alice" tem um bom ambiente que podia ser mais bem conseguido caso fosse inserido num outro contexto, ou noutro panorama geografico, se é que me faço entender.
Não vou acabar sem voltar a referir o belo tema "Jura" que tem arranjo de cordas de Jacques Morelembaum, e "Avenidas" do qual gostei mesmo a sério.

Sem comentários: