terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Music - MADONNA


1 Music   3:44
2 Impressive Instant   3:37
3 Runaway Lover   4:46
4 I Deserve It   4:23
5 Amazing   3:43
6 Nobody's Perfect   4:58
7 Don't Tell Me   4:40
8 What It Feels Like For A Girl   4:43
9 Paradise (Not For Me)   6:33
10 Gone   3:24
11 American Pie (D.Mc Lean)   4:33     

Editado em 2000, "Music" é uma obra de engenharia sonora, elaborada de forma maquinal através de um bom aproveitamento dos recursos proporcionados em estúdio, com o intuito de fazer dançar. Sobriamente amadurecida aos quarenta e dois anos, Madonna não se deixa antecipar e consegue manter inteligentemente o seu estatuto Pop reinventado-se aqui pelas mãos de três produtores distintos. Destaca-se o trabalho do francês Mirwais Ahamdzai que fez o tratamento de maior parte dos temas. William Orbit, que já tinha feito o trabalho de produção no registo anterior, volta a contribuir com a sua prestação e Guy Sigsworth teve direito a mexer num tema apenas. De forma sensacional e decididaMadonna entrou definitivamente no novo milénio para continuar no topo e é graças a esta "equipa" que a vigorosa e atualizada sonoridade do registo se destaca da demais concorrência.  O registo fecha com uma entusiasmante versão de "American Pie" que Madonna criou à sua medida. A versão tinha sido lançada anteriormente em single para promoção do filme "The Next Best Thing", no qual Madonna participa como atriz principal. 

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Possessed - BALANESCU QUARTET


1 Robots (R.Hutter/F.Schneider/K.Bartos)   8:39
2 Model (R.Hutter/K.Bartos)   3:42
3 Autobahn (R.Hutter/F.Schneider/E.Schult)   6:18
4 Computer Love (R.Hutter/K.Bartos/E.Schult)   6:16
5 Pocket Calculator (R.Hutter/K.Bartos/E.Schult)   3:45
6 Possessed   16:50
7 Want Me   7:40
8 No Time After Time   10:56
9 Hanging Upside Down (D.Byrne)   4:55

Com a edição de "Possessed" em 1992, o Balanescu Quartet evoca a contemporaneidade do quarteto de cordas justificando o acto pelo interesse em refrescar a sonoridade de um instrumento com mais de 200 anos através da harmonia de composições modernas. É desta forma que surgem neste registo cinco temas do grupo eletrónico alemão Kraftwerk, atraentemente interpretados por dois violinos, uma viola e um violoncelo. A experiência não desilude o ouvinte tornado-se ainda mais atrativa se se pensar na antítese de um "simples" quarteto acústico interpretar, eficazmente, temas que foram criados e processados de forma eletrónica. No entanto, o quarteto não se limita a interpretar versões. No alinhamento do registo encontram-se três peças originais que também evidenciam o caráter contemporâneo do Balanescu Quartet. "Possessed" é uma longa peça progressiva, com variadas dinâmicas, que conta com a participação do baterista Steve Arguelles. Em "Want Me", encontra-se uma peça de teor minimalista, dentro do bom estilo de Phillip Glass, que conta com a participação das vozes das Miranda Sex Garden e novamente, na bateria, Steve Arguelles. "No Time After Time" é uma peça de mais requinte expressa num convincente Allegro moderno. A fechar o registo, encontra-se ainda uma alegre e enérgica versão de um tema de David Byrne, o líder dos Talking Heads.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Inédito - TOM JOBIM - CD02


1 Imagina   1:49
2 Eu Sei Que Vou Te Amar   1:49
3 Canção Do Amor Demais   1:39
4 Falando De Amor   3:49
5 Inútil Paisagem   2:45
6 Derradeira Primavera   2:16
7 Canção Em Modo Menor   2:19
8 Estrada Do Sol   3:09
9 Águas De Março   3:33
10 Samba De Uma Nota Só   2:57
11 Desafinado   2:53
12 A Felicidade   3:46   


Em vez de participar simbolicamente num álbum comemorativo preenchido com interpretações triviais, Tom Jobim fez-se rodear da sua banda familiar, em todos os aspetos, e arranjou os velhos temas para soarem frescos e renovados. A carinhosa abordagem conseguiu propagar-se numa nova dinâmica que transmitiu uma nova vivacidade às velhas cores da paisagem bossa nova em que os mais recentes arranjos favorecem satisfatoriamente as fascinantes vozes que se espraiam em harmonias encantadoras. Para além de peças bem conhecidas do seu repertório, o alinhamento inclui temas menos familiares mas que foram criteriosamente escolhidos por Tom Jobim para integrarem o registo. Interpretados de forma íntima, só com piano, ou de forma grandiosa, com toda a banda, no seu conjunto formam um álbum completo e brilhante que Tom Jobim viria mesmo a revelar ser o seu trabalho preferido, tal foi a entrega e o carinho com que se lhe entregou para o criar. 

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Inédito - TOM JOBIM - CD01


1 Wave   2:45
2 Chega De Saudade   3:50
3 Sabiá   3:17
4 Samba Do Avião   3:21
5 Garota De Ipanema   4:01
6 Retrato Em Branco E Preto   2:02
7 Modinha (Seresta nº5) (H.Villa-Lobos/M.Bandeira)   2:51
8 Modinha   2:12
9 Canta, Canta Mais   3:57
10 Eu Não Existo Sem Você   2:41
11 Por Causa De Você   2:21
12 Sucedeu Assim   2:27      


Editado originalmente em 1987, em edição limitada, não comercial, financiada por uma grande empresa Brasileira, "Inédito" destinava-se a funcionar simplesmente como uma edição comemorativa dos 60 anos de idade de António Carlos Jobim. O projeto inicial previa a participação de vários convidados ao longo do álbum mas Tom Jobim acabou por preferir gravar apenas com a sua banda. Após a morte de Tom Jobim em 1994, a qualidade e importância do registo levou a que a equipa de produção envolvida na sua gravação se tenha unido à BMG Ariola para que se avançasse com uma re-edição em Cd que pudesse chegar a todo o mundo. Esta edição foi desnecessariamente re-editada em formato duplo, o que não faz sentido pois o conteúdo dos dois cd cabe perfeitamente num só...
A interpretação de Tom Jobim e da sua banda centra-se em temas clássicos do seu repertório que são aqui renovados através de novos arranjos, havendo também lugar para algumas canções gravadas pela primeira vez na voz de Tom Jobim.