quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Fisherman's Blues - WATERBOYS


1 Fisherman's Blues   4:24
2 We Will Not Be Lovers   7:01
3 Strange Boat   3:04
4 World Party   3:58
5 Sweet Thing (V.Morrison)   7:09
6 Jimmy Hickey's Waltz   2:04
7 And A Bang On The Ear   7:28
8 Has Anybody Here Seen Hank?   3:15
9 When Will We Be Married? (Trad.Adapted)   2:57
10 When Ye Go Away   3:42
11 Dunford's Fancy   1:01
12 Stolen Child   6:49
13 This Land Is Your Land (W.Guthrie)   0:54                                  

Fisherman's Blues é um álbum de raízes e tradições em que os instrumentos elétricos do Rock cedem espaço aos instrumentos acústicos do Folk. Por aqui podem-se encontrar instrumentos comuns do folclore Irlandês como o violino, o bandolim, o Bouzouki ou as flautas. Editado originalmente em 1988, o registo é uma clara demanda pela música Celta em que o escocês Mike Scott, líder eterno dos Waterboys, começa por fundir Rock e Folk o que resulta num álbum singular em que no entanto é o Folk que acaba por ser o género predominante. Não será alheio o facto de neste registo os Waterboys já não contarem com o membro original Karl Wallinger, o impulsionador da vertente mais moderna dos Waterboys, e no seu lugar surgir definitivamente o violinista Steve Wickham. Não deixa de ser igualmente curioso a inclusão neste registo do tema "World Party", co-escrito com Wallinger e Hutchinson, que para além de ser o nome da banda que Wallinger criou após sair dos Waterboys é o tema mais "desenquadrado" com a temática deste álbum, tal como Wallinger gostava de fazer nos trabalhos anteriores da banda. Muito interessante a adaptação de "Sweet Thing", original do irlandês Van Morrison, que contêm uma alusão a "Blackbird" dos Beatles com Mike Scott a cantar os versos de Paul McCartney sem alterar o registo e a tonalidade de "Sweet Thing". O registo fecha em tom de jam com a banda a cantar "This Land Is Your Land", uma referência off the record a Woodie Guthrie.   

sábado, 12 de novembro de 2016

Waka/Jawaka - FRANK ZAPPA


1 Big Swifty   17:22
2 Your Mouth   3:12
3 It Just Might Be A One-Shot Deal   4:16
4 Waka/Jawaka   11:18   

 Editado originalmente em 1972, Waka/Jawaka é dominado pelas duas longas peças instrumentais que abrem e fecham o registo. Composto por quatro temas apenas, o álbum é ainda um reflexo da época em que Zappa se solta dos Mothers Of Invention e em que o Jazz se torna no ingrediente preferido para trabalhar. As duas peças dominantes são compostas e regidas como uma (pequena) big band enquanto que a forma de composição dos restantes dois temas sugerem ainda alguma conformidade com o registo "Uncle Meat". "Big Swifty" é uma peça aguerrida e bastante dinâmica em que Sal Marquez se evidencia com os seus "many" trompetes. A estrutura do tema assenta sobre improvisação com George Duke a ter direito à primeira prestação a que se sucedem as guitarras. Decididamente, "Your Mouth" podia ser um outtake de Uncle Meat enquanto "It Just Might Be A One-Shot Deal" se mostra uma peça interessante. O impecável arranque de Jeff Simmons para um peculiar solo em guitarra Hawaiana é um momento de júbilo. "Waka/Jawaka", e o seu arranjo de luxo, fecha o registo num formato mini-orquestra em que George Duke cede o lugar a Don Preston e os sopros passam a contar com mais três elementos. A peça é menos experimental do que "Big Swifty" sendo estruturalmente mais harmoniosa.           

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Sailin' Shoes - LITTLE FEAT


Side A
1 Easy To Slip   3:17
2 Cold, Cold, Cold   3:55   
3 Trouble   2:15
4 Tripe Face Boogie   3:12
5 Willin'   2:53
6 A Apolitical Blues   3:24
Side B
1 Sailin' Shoes   2:49
2 Teenage Nervous Breakdown   2:10
3 Got No Shadow   5:04
4 Cat Fever   4:32
5 Texas Rose Cafe   3:40  

Editado originalmente em 1972, "Sailin' Shoes" foi o segundo registo oficial dos Little Feat e o último com o quarteto original onde pontuavam o guitarrista e vocalista Lowell George, o baixista Roy Estrada, o teclista Bill Payne e o baterista Richard Hayward. "Sailin' Shoes" carateriza-se por ser um álbum singular carregado de Rock & Roll irreverente em que os temas passam pelos Blues, pelo Country e até por alguma Soul. Sente-se que a alma deste trabalho está assente na peculiar e expressiva figura de Lowell George como líder e que a força do coletivo é essencial na distinção dos Little Feat perante as bandas similares da época. A genialidade de temas como "Easy To Slip", "Willin'", "Cold, Cold, Cold", "Got No Shadow", "Cat Fever" e "Texas Rose Cafe", aliadas ao genuíno Rock & Roll de "Tripe Face Boogie" e "Teenage Nervous Breakdown", complementam-se com os temperamentais "Trouble", "Sailin' Shoes" e "A Apolitical Blues" e fazem de "Sailin' Shoes" um extraordinário registo de música experiente feita com gosto, detalhe e muito humor.