quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Has Been - WILLIAM SHATNER


1 Common People, featuring Joe Jackson (Banks, Cocker, Doyle, Mackey, Senior) 4:40
2 It Hasn't Happened Yet 3:49
3 You'll Have Time 5:18
4 That's Me Trying, featuring Aimee Mann and Ben Folds (Folds, Hornby) 3:48
5 What Have You Done 1:46
6 Together, featuring Lemon Jelly 5:39
7 Familiar Love 4:00
8 Ideal Woman 2:23
9 Has Been 2:18
10 I Can't Get Behind That, featuring Henry Rollins 3:00
11 Real, featuring Brad Paisley 3:08

William Shatner é mais conhecido como o famoso capitão James Kirk da nave Enterprise na mítica serie de ficção cientifica, dos anos 60 e 70, Star Trek. Para espanto de muitos, inclusive o meu, ele partilha de uma carreira discográfica curiosa mas deveras interessante com dois albuns editados, o primeiro "The Transformed Man" de 1968, e este "Has Been" em 2004.
Apesar de editado em nome próprio "Has Been" conta com a preciosa parceria de Ben Folds que assume todos os arranjos musicais do album, Shatner é apenas um homem que se entretém por aqui a narrar histórias, algumas bem divertidas, por cima do trabalho musical de Folds, e que conta ainda com a participação de alguns nomes bem conhecidos como Joe Jackson que canta o refrão de "Common People" versão do conhecido tema dos britânicos Pulp, presença de Aimeé Mann e Ben Folds no refrão de "That's Me Trying" com letra do escritor britânico Nick Hornby, "Together" conta com Lemon Jelly, "I Can't Get Behind That" é um bom momento disputado com Henry Rollins, e "Real" tem voz de Brad Paisley. Aparecem ainda por aqui, Adrian Belew em Guitarra, Matt Chamberlain em Bateria, John Mark Patinter em Baixo, Guitarra e Trompete, e Sebastian Steinberg em Contrabaixo.
É um bom trabalho vindo de fontes inesperadas e talvez por isso cause um maior efeito de surpresa começando logo com a boa versão de "Common People". Excelente paródia à temática da morte, num ambiente Gospel, em "You'll Have Time", "Familiar Love" é doce com um bom coro feminino a dar a Harmonia ao tema, grande cowboiada em "Has Been" podia ter vindo de um filme de John Ford, "I Can't Get Behind That" coloca Shatner e Henry Rollins a confrontarem-se com algumas situações bastante intoleráveis, momento bastante divertido, e em "Real" Shatner conta que não passa de um homem normal em detrimento da sua conhecida personagem de ficção.
Vale a pena a aventura neste território dos domínios da narração.

3 comentários:

Migas disse...

Por acaso já tinha ouvido a versão do "Common People" na Antena3 e perguntei-me quem seriam estes gajos. Obrigado pela descoberta, não fazia a mínima que era o... William Shatner. Boa versão.

Brother Wolf disse...

É bom saber que estes posts podem ser de alguma utilidade, para alem do prazer que me dão a escrever.
Obrigado por acompanhares.

Anónimo disse...

Também gosto muito da versão Shatner do Common People. Hi5!