quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Tomorrow Is The Question! - ORNETTE COLEMAN


1 Tomorrow Is the Question! 3:09
2 Tears Inside 5:00
3 Mind and Time 3:08
4 Compassion 4:37
5 Giggin' 3:19
6 Rejoicing 4:01
7 Lorraine 5:55
8 Turnabout 7:55
9 Endless 5:18
Não me está a ser nada fácil escrever sobre este album. Tambem não é muito fácil ouvir Ornette Coleman. Penso mesmo ser essa a razão de tanto gostar de o ouvir. O som de Ornette é só dele, o seu fraseado, a sua métrica, a sua arma. É a sua forma de expressão, ou, a melhor forma que Ornette Coleman encontrou de se exprimir.
Este trabalho é o 2º da sua carreira, editado originalmente em 1959. É simplesmente um quarteto, mas não é um quarteto vulgar. Don Cherry é um excelente parceiro, em trompete, tambem com um som muito próprio. Shelly Manne, na bateria, é para mim uma surpresa aqui, não o via como músico à altura de uma sessão destas, mas enganei-me gosto bastante da sua participação. Don Cherry diz nas notas do CD, acerca do pequeno solo de Shelly Mane em "Lorraine", "is as musical as a drum solo can be." O contrabaixo divide-se por dois nomes, por não ter havido uma só sessão, Percy Heath que toca os primeiros 6 temas e Red Mitchell que toca os 3 ultimos. Esta ordem não corresponde à realidade uma vez que os três ultimos temas foram na realidade os primeiros a serem gravados, e foram precisamente estes 3 os que gostei mais deste CD.
Este album contêm o tema "Turnaround", alvo de diversas versões, e "Rejoicing" tambem uma peça fundamental de Ornette e que tambem já foi alvo de versões.
É de ouvir e tentar perceber o que Ornette nos quer transmitir. Acerca do tema "Compassion" Ornette escreveu "was written for a piano player who wanted to play, but he had the wrong idea. He seemed to think human emotion and mind were just a matter of environment. He's wrong, and I had compassion for him."

Sem comentários: